BIODIVERSIDADE ACREANA
Photobucket
BIODIVERSIDADE E SOCIODIVERSIDADE ACREANA SOB A ÓTICA CIENTÍFICA
4 de outubro de 2005
Manifesto de apoio ao Projeto da Floresta Estadual do Antimary
Vimos a público contestar as inverdades publicadas em alguns veículos da imprensa local sobre o Projeto de Manejo Florestal Sustentável da Floresta Estadual do Antimary – FEA. Nós, técnicos da área florestal e social e entidades de pesquisa e proteção ao meio ambiente, avaliamos esses ataques como injustos e inconseqüentes, porque não têm consistência técnica e não traduzem a realidade vivida pelos moradores daquela área.

A FEA é um exemplo claro de uma extensa área de floresta que estava sob o domínio de grileiros, onde a permanência das populações tradicionais estava seriamente ameaçada. Esta Floresta hoje pertence ao povo do Estado do Acre e a todos os seus moradores (seringueiros, ribeirinhos, agricultores familiares), que estão tendo seus direitos de posse oficialmente reconhecidos pelos governos estadual e federal.

A participação das famílias no manejo é voluntária e estabelecida através de acordos comunitários. A Floresta vem sendo monitorada continuamente pelas instituições de pesquisa. Além de todas as licenças ambientais já emitidas pelos Órgãos de Meio Ambiente (IBAMA e IMAC), a FEA está há três anos passando por um rigoroso processo de auditagem externa, com vista a alcançar a certificação florestal, ou o “Selo Verde”, onde são verificados mais de cem indicadores de sustentabilidade.

Recentemente, a FEA tornou-se a primeira floresta pública certificada no país e foi premiada pela Fundação Getúlio Vargas, BNDES e Fundação Ford no Programa de Gestão Pública e Cidadania, onde concorreu com mais de 1.100 projetos em todo país.

Os indicadores sociais do Projeto demonstram o compromisso com a melhoria da qualidade de vida da comunidade local. Melhoria que está expressa na qualidade das moradias das sete famílias inicialmente contempladas com o manejo, no aumento da renda familiar, na profissionalização, no acesso facilitado para o escoamento da produção e nos programas de assistência permanente à educação e à saúde.

Para se ter uma idéia, o índice de cobertura vacinal, que era de cerca de 5% antes das ações do projeto, hoje é superior a 90%. A realização de exames médicos periódicos, a construção de 03 postos de saúde com agentes comunitários e a implantação de 04 escolas garantem a boa assistência à comunidade. A taxa de analfabetismo, que atingia 90%, teve expressiva redução para menos de 20%.

Entretanto, sabemos que é necessário aprimorar as ações em alguns aspectos. A produção de não-madeireiros deve ser expandida para além dos produtos tradicionais (borracha e castanha), e precisamos buscar alternativas que remunerem melhor a produção madeireira dos comunitários. O trabalho é transparente, os seus resultados foram divulgados em seminários públicos, nas assembléias comunitárias e no Conselho Gestor da Floresta.

No último domingo, em reunião realizada na Floresta do Antimary, os moradores da área manifestaram seu apoio integral ao Projeto. Nós, que nos preocupamos com o futuro da floresta e com a sobrevivência e melhoria da qualidade de vida das populações tradicionais, defendemos que projetos iguais a este se multipliquem no Acre e em toda a Amazônia. Rio Branco, 03 de outubro de 2005.

- Equipe Técnica da FUNTAC e da Secretaria de Floresta que atuam no Projeto Antimary.
- Técnicos da SEPLANDSSOS Amazônia
- Centro de Trabalhadores da Amazônia – CTA
- Grupo de Trabalho Amazônico - GTA
- EMBRAPA/ACRE
- WWF/Brasil – Escritório no Acre
posted by Evandro Ferreira @ 13:07  
0 Comments:
Postar um comentário
<< Home
 
Perfil do Autor

Nome: Evandro Ferreira
Cidade: Rio Branco-Ac, Brazil
Quem sou eu: Acreano, nascido em Rio Branco, Pesquisador do Inpa-Ac e do Parque Zoobotânico da UFAC. Mestrado em Botânica no Lehman College, New York, USA, e Ph.D. em Botânica Sistemática pela City University of New York (CUNY) & The New York Botanical Garden (NYBG). Me escreva: evandroferreira@hotmail.com
Veja meu perfil completo
Sobre este Blog

O objetivo deste blog é publicar resumos, e, quando possível, links para os textos completos, de artigos científicos publicados e que abordem, direta ou indiretamente, temas relacionados com a biodiversidade e a sociobiodiversidade acreana. A fonte principal dos artigos é o site SCIELO BRASIL, ou outras quando indicadas. Havendo interesse por alguns dos artigos publicados no blog, sugerimos que os leitores entrem contacto direto com os autores.

Artigos anteriores
Arquivos
Links
Powered by

BLOGGER